Mudar, mudanças, pra que e por quê?

Estamos vivendo um momento que a mudança pegou muitas pessoas inesperadamente.

Pessoas que estavam acostumadas com rotinas, trabalhar com muita gente, reuniões, enfim estar em contato diretamente com outros indivíduos.

De repente nos pegamos em uma situação que nos obrigou a mudar, nos adaptar a novas situações.

Eu, por exemplo, estava acostumada todos os dias ir para o escritório onde trabalho o tempo todo com pessoas e hoje, há 120 dias trabalhando em home office, tive que me adaptar a várias coisas, falar muito mais por mensagens, fazer reuniões on-line, liderar à distância.

Você já parou pra pensar que ao longo da vida é necessário se adaptar a várias mudanças? Desde o dia que nascemos, nos primeiros anos de vida, é necessária a adaptação a novas comidas, já que no início só tomamos leite, e aos poucos vamos conhecendo as comidas, depois temos que nos adaptar a conviver com as pessoas, quando entramos na escola temos que aprender a dividir nossas coisas, aprender a ficar um período sem nossos pais e aprender a conviver com pessoas diferentes.

E as mudanças, claro, não param por aí, pois vamos nos adaptando a outras coisas, entramos para a faculdade, começamos nossa vida profissional, construímos família, criamos filho e assim continuam as nossas mudanças.

No entanto após as mudanças obrigatórias que a vida nos impõe, vou chamar assim de obrigatória, algumas pessoas se acomodam e não querem mais mudar, fazem da vida monótona, e digo que não tem nada errado com essa escolha, sempre digo: A vida é feita de escolhas, e não tem certo ou errado, cada um tem a livre escolha e se você se sente bem assim e é feliz, ótimo!

Eu sou uma pessoa que não gosto de parar, estou sempre em busca de mudanças, adaptações, coisas novas, novos desafios.

Se você for assim também lhe digo, não tenha medo de mudanças, siga em frente, lute pelos seus sonhos, erre, acerte, não desista, persista, insista.

Antigamente eu me cobrava muito quando desistia de algo, pois me culpava e achava que aquilo havia sido um fracasso, mas hoje vejo que não, pois quando desistimos de algo que não estamos felizes, não é um fracasso, e sim um ato de coragem.

Na vida não podemos ter medo de mudar, pois a mesma passa muito rápido e pra mim a vida é um eterno aprendizado.

Hoje um dos textos que gosto muito é um que coloquei na parede do meu escritório home office.

Desconheço o autor, mas esse texto vejo todos os dias e me inspiro muito nele.

“Sorria, ame, acredite em você, ria das coisas bobas.

Compartilhe suas emoções, olhe sempre para frente.

Cuide de quem ama, ame mais.

Desencane, beije muito, chore;

Seja uma metamorfose;

Lute pelos seus sonhos, enfrente os seus medos;

Imagine;

Fale o que pensa, viva intensamente;

Pegue caminhos alternativos;

Viva a vida”

Portanto se você sentir vontade de mudar, faça sem medo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *